quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Dois bebés?


E enquanto espero que as 14h30 saia o resultado do exame de sangue para saber se estou ou não gravida, e enquanto a sopa da princesa está a cozer a vapor e ela distrai-se no colo do pai, cá vou eu pensar um pouco sobre as possibilidades. O que seria ter um filho com tao pouca diferença da mais velha? No mínimo complicado.

A nível emocional: Tenho medo de me sentir estupidamente carente novamente…as hormonas da gravidez e do pós parto deixa uma pessoa meio tola, eu própria não me aturava! A necessidade de afeto é tao grande nessa fase, pelo menos para mim, que dou comigo a pedir miminhos a torto e a direito e isso irrita-me pois gosto de ser mais independente e sozinha. Fora essa necessidade exagerada de atenção, ainda tem o fato de, por qualquer coisa, parece que o mundo vai acabar…um pedido negado, uma palavra mais dura, algo que não corre como planeamos, uma pessoa que age diferente daquilo que gostaríamos, etc; é quase como se voltasse a fase das birras infantis…eu fico assim! Ao quadrado (porque, confesso, já sou naturalmente assim). E passar por isso tudo novamente tendo ainda uma bebé de colo apavora-me pois não gosto de ter de pedir sempre as mesmas coisas, isso angustia-me…mas também se não peço fico irritada. Não há maneira! 



(E aqui fiz uma pausa para dar a sopinha a baby e deitá-la para a soneca de inicio de tarde...quando se tem filhos é complicado acabar algo quando queremos)

Dois bebés: uma criança de um ano e 4 meses (idade que a minha filhota terá quando nascer o bebé caso eu esteja mesmo gravida) é ainda um bebé que precisa de muita atenção. Ainda por cima estará a entrar naquela fase maluca das birras e do “eu quero”. Como lidar com isso e mais um bebé recém-nascido totalmente dependente? E se o bebé for um bebé chorão, como foi a minha filha? Tenho receio de não reagir bem e entrar num redemoinho de emoções contraditórias de amor e odio. Alem disso tenho uma necessidade grande de descanso (muito embora agora já me tenha acostumado as noites interrompidas e as poucas horas de sono) …com dois bebés ficaria complicado descansar pois mesmo que um deles estivesse a dormir o outro estaria acordado.

Mãe de filha única: outro motivo pelo qual não me agrada pouca diferença de idade entre filhos é este meu desejo de querer ser mãe de filha única por um bom tempo (4 anos seria o ideal). Quero poder dedicar-me a minha princesa, acompanhar cada passo seu, cada conquista, cada nova expressão e palavra…está claro que um outro bebé continuaria a permitir isso de alguma forma, mas não seria tao intenso…o tempo teria de ser dividido, não seria a mesma coisa. Além do mais quero viajar com ela, mostrar-lhe outros lugares, respirar outros ares e, com outro bebé, isso torna-se pouco provável de se realizar tao cedo.

A nível pratico e financeiro: ainda moramos num T1...a baby dorme connosco no quarto, na caminha de grades ao lado da nossa cama. E assim pretendemos fazer ate ela completar 2 anos, pois é nosso objetivo continuar a viver onde estamos já que o apartamento é bom e bastante central. Obviamente, se vier outro bebé, tal torna-se impossível e teríamos que correr contra o tempo (o contrato deste apartamento renova-se em Abril) para arranjar um bom T2 a um preço acessível. Seria mais uma fase conturbada e logo agora que, finalmente, estou adaptada a este estilo de vida!

O lado positivo: Mas depois penso…pouca diferença de idade também pode ser positivo, já que se criam juntos…supostamente brincam as mesmas coisas, interagem mais (possivelmente brigam mais também, mas nisso acho que depende mais da personalidade de cada um do que das idades em si), vão para a escola juntos, têm os mesmos horários e rotinas. E, em futuras viagens que pretendo fazer em família, torna-se mais fácil organizar programas tendo duas crianças com idades próximas que irão gostar mais ou menos das mesmas coisas. Por isso é claro que nem tudo é negativo e tem seu lado positivo, mas a conhecer-me como conheço gostaria de esperar mais, embora o meu marido seja adepto desta pouca diferença de idade. Bem, seja o que Deus quiser. Ainda falta 1h para saber o resultado…até lá vou almoçar e tentar não ficar muito ansiosa.

3 comentários:

  1. então querida já sabes o resultado?

    ResponderEliminar
  2. Olá Ná...sim, é negativo...já fiz um novo post sobre isso :)Mas penso que mesmo que fosse positivo iria amar na mesma o bebé que viesse...

    ResponderEliminar
  3. Foi só um susto! Claro q sim um filho é smp um filho e será sempre amado, mas assim sempre tens mais tempo pra dedicar a Bella! bjinho meu e do Tommy

    ResponderEliminar